LinkedIn diz que vazamento de 500 milhões de contas veio de informações públicas

Foto por Christina Morillo em Pexels.com

A rede social LinkedIn afirmou que os dados vazados de 500 milhões de usuários foram coletados a partir de itens publicamente disponíveis em seu site. As informações da rede pertencente à Microsoft estão disponíveis à venda em um fórum de hackers , segundo o site de segurança digital “CyberNews“.

Estão disponíveis dados como: nome, endereço de e-mail, número de telefone e gênero.

A técnica utilizada para coleta dessas informações é conhecida como “raspagem” e foi utilizada no vazamento de dados do Facebook. Nela, os hackers utilizam robôs para armazenar informações que ficam públicas. A rede social afirmou que o método fere os seus termos de uso.

O LinkedIn não informou se pretende notificar as pessoas que tiveram seus dados publicados.

Fonte: Tecnologia IG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.