Nintendo anuncia a chegada do Wii U ao Brasil

O mais novo console da Nintendo já tem data para chegar ao Brasil: 26 de novembro.



O Wii U, que chama a atenção por causa de seu controle em forma de tablet, será vendido num bundle especial, que terá a versão Deluxe do sistema (com 32GB de memória) e os jogos New Super Mario Bros. U e New Super Luigi. U no mesmo disco. O pacote custará R$ 1.899.

Lançado em novembro de 2012, nos Estados Unidos, o console de mesa tem menus em português e é compatível com os jogos e acessórios do Wii.

No mesmo dia do lançamento, chegam às lojas também os jogos publicados pela Big N para o console, como Super Mario 3D World, The Legend of Zelda: Wind Waker HD e Pikmin 3. Os títulos devem custar entre R$ 179 e R$ 199.

Por enquanto, não há informações sobre o funcionamento da versão brasileira da Nintendo eShop do Wii U.
Fonte: Game World

Site de armazenamentos Mega sai da versão beta e incorpora novidades

O compartilhador de arquivos Mega, uma espécie de sucessor do Megaupload, acaba de sair da versão beta. Lançado há nove meses, o serviço ganhou alguns aprimoramentos, que incluem uma nova interface, um carregando mais rápido e a possibilidade de navegar pelo site durante a transferência dos arquivos.




Outras novidades incluem avatares nos perfis dos usuários, melhorias no gerenciamento de contatos dentro da rede de compartilhamento, e uma extensão para o Firefox que promete diminuir os tempos de carregamento e melhorar a segurança e o desempenho dos downloads.

O Mega também anunciou que enviou recentemente seu aplicativo para iOS para análise da Apple. Caso tudo corra bem, em breve, o app deverá ser liberado. Desde julho, o serviço já conta com uma solução para Android.
A equipe também pretende estender a utilidade do Mega. A partir do início de 2014, o site vai disponibilizar um serviço de troca de mensagens criptografadas entre seus usuários, que possibilitará o envio de anexos. A companhia também planeja incluir recursos de chamadas seguras de áudio e vídeo.

Fonte: Adrenaline

Brasil encerra setembro com 268,2 milhões de celulares ativos

O Brasil fechou setembro de 2013 com 268,27 milhões de linhas ativas na telefonia móvel e teledensidade de 135,28 acessos por 100 habitantes. Em setembro, foram desativadas 173,6 mil linhas. 


No nono mês deste ano, havia 211,34 milhões de acessos pré-pagos (o que representa 78,78% do total) e 56,93 milhões pós-pagos (21,22%). A banda larga móvel totalizou 88,31 milhões de acessos, dos quais 552,63 mil são terminais 4G.
A teledensidade caiu de 135,45, em agosto, para 135,28, em setembro. No quadro abaixo é apresentada a teledensidade da telefonia móvel nas 27 Unidades da Federação e nas cinco regiões do País.
A Vivo continua na liderança do mercado com 76,6 milhões de assinantes e market share de 28,5%, seguida da TIM com 72,8 milhões de usuários e fatia de 27,1%. A Claro aparece na terceira colocação com 67,4 milhões de assinantes e 25,1% de participação e a Oi é a quinta do ranking com 50 milhões de clientes e 18,6% da base total do setor. 

Facebook dá adeus ao ‘joinha’

Toda empresa passa por mudanças, e com o Facebook não é diferente: a partir desta quinta-feira, o botão de ‘curtir’ que o Facebook utiliza em páginas de terceiros (como você pode ver aqui no Link, para recomendar este e outros textos) ganhará uma nova cara.





No lugar do ‘joinha’, o gesto com os polegares para cima em sinal de aprovação, o Facebook passará a usar um botão em azul mais escuro que o atual, o seu logotipo (o “f” característico) e um Like escrito em fonte Helvetica.
Pode parecer uma transição simples, mas trata-se de uma marca que aparece em 7,5 milhões de sites diferentes, e é visualizada aproximadamente 22 bilhões de vezes por dia. Lançado em 2010, o botão está passando por mudanças pela primeira vez.
Além disso, o Facebook também passará a incentivar os sites para que usem não só o botão de ‘curtir’, mas também o de ‘compartilhar’, esperando que os usuários entendam a diferença entre eles: o primeiro posta automaticamente na linha do tempo de cada perfil, enquanto o segundo deixa o usuário adicionar alguma descrição de texto àquele link.
Entretanto, o ‘joinha’ não vai sumir completamente: o Facebook não informou nenhuma alteração em sua presença dentro da própria rede social.

Novo robô é invencível no joquempô

Pesquisadores da Universidade de Tóquio criaram um robô que é invencível no joquempô. Chamado Janken, ele é a segunda edição de um protótipo apresentado em junho de 2012 pela mesma equipe.


Em vez de tentar prever os movimentos do oponente humano, ele processa as informações visuais em exatamente um milésimo de segundo e então faz sua jogada.
Sim, tecnicamente, o Janken trapaceia escolhendo pedra se você escolher tesoura, papel se usar pedra e tesoura se usar papel. A diferença de tempo entre o movimento humano e reação robótica é de 20 milésimos de segundo.
Confira o vídeo abaixo. 
Fonte: Exame

Jogar videogame pode aumentar massa cerebral, diz estudo

​Pessoas que jogam videogame com regularidade podem ter partes da massa cinzenta do cérebro – associadas a funções como navegação espacial, memória, habilidades motoras e planejamento estratégico – aumentadas, segundo um estudo desenvolvido pelo Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva em parceria com a Universidade St. Hedwig-Krankenhaus, de Berlim, e publicado recentemente na revista científica Molecular Psychiatry.

Para a pesquisa, cientistas compararam dados de 23 jovens, com média de idade de 24 anos, que jogaram todos os dias, por dois meses, pelo menos meia hora de Super Mario 64 com indivíduos que não jogam games.
Os gamers tiveram “aumentos significativos de massa cinzenta na formação hipocampal direita, no córtex pré-frontal dorsolateral direito e no cerebelo bilateral. Isso prova que regiões específicas do cérebro podem ser treinadas por meio de jogos”, disse Simone Kühn, líder do projeto.
O cientista ainda indicou que os videogames podem ser uma forma efetiva de combater doenças que reduzam o tamanho do cérebro, como o Mal de Alzheimer.

PlayStation 3 ultrapassa a marca de 80 milhões de unidades vendidas

A Sony anunciou que o PlayStation 3 atingiu a marca de 80 milhões de consoles. Pode parecer algo trivial, mas representa duas grandes vitórias para a Sony: a) o console conseguiu apagar a imagem ruim do anúncio e do lançamento, após ser vaiado na E3 pelo preço absurdo; b) nos primeiros anos de venda, o PS3 chegou a ver o X360 com uma dianteira de 17 milhões, que inclusive foi lançado um ano antes.



O console também atingiu 4332 jogos lançados, que se somam aos 300 que ainda chegarão às lojas. É outra vitória do aparelho, que foi muito criticado graças ao processador proprietário que a Sony embarcou nele.
Para terminar, a empresa anunciou que a PSN já tem disponível mais de 220 mil conteúdos digitais, o que representa outra vitória frente aos problemas que a PlayStation Network enfrentou com hacks em 2011.

Fonte: Game World

Pebble é opção de relógio inteligente

Os smartwatchs, ou relógios inteligentes, começam a ganhar destaque no mundo dos eletrônicos. A Sony e a Samsung saíram na frente entre os grandes fabricantes e lançaram o Galaxy Gear e o SmartWatch. Também são cada vez mais fortes os boatos que a Apple está desenvolvendo um iWatch. Mas foi o Pebble que inaugurou este segmento.


O Pebble é um smartwatch personalizável que se conecta via Bluetooth com iPhone ou smartphones Android. A ideia foi viabilizada pelo Kickstarter e se tornou o projeto de maior sucesso até hoje no site de crowdfunding (na tradução literal, financiamento público – mas feito por pessoas físicas). O objetivo inicial era arrecadar US$ 100 mil e os idealizadores conseguiram cem vezes mais – US$ 10,2 milhões!
Entre as vantagens do Peeble estão as notificações rápidas. E-mails, ligações, SMS, mensagens do Whatsapp e várias outras notificações são recebidas diretamente no relógio. Depois de algumas críticas pela falta de aplicativos, os idealizadores do relógio disponibilizaram um SDK – Software Development Kit (ou pacote de desenvolvimento de software) que permite à programadores elaborarem apps para rodarem no aparelho.
Os primeiros resultados já apareceram com vários apps de customização da tela principal, as chamadas watchfaces, algumas até são animadas. Mas também já foram criados aplicativos para música, bicicleta, corrida, calendário e várias outras atividades.
Uma das últimas novidades é o httpebble. O app permite a comunicação do relógio com a internet através de um smartphone e permite que o Pebble exiba informações como previsão do tempo ou um feed de redes sociais.
Na comparação com o Galaxy Gear, a principal desvantagem é a falta de cores na tela do aparelho. A limitação da quantidade de aplicativos que pode ser instalada também é outro ponto negativo do relógio inteligente. Outro problema é que o nome da pessoa que está chamando, quando se recebe uma ligação, não é exibido. Isso complica já que hoje em dia sabemos poucos números de cor.
Já a bateria tem sido bastante elogiada e chega a durar 3 dias completos. O relógio custa US$ 150 dólares (cerca de R$ 320) e ainda não é vendido oficialmente no Brasil. O valor é mais baixo do que os US$ 300 do Galaxy Gear e dos US$ 199 do SmartWatch 2 nos EUA . No Brasil, o relógio da Samsung vai custar R$ 1.299,00. É preciso viajar para os Estados Unidos ou então importar pagando o frete e os impostos.

Tela curva do LG Flex é realmente flexível, revela teste

Os smartphones de tela curva mal chegaram ao mercado e já se tornaram “passado” perto do LG G Flex. Relatos de diversos sites internacionais mostram que o novo telefone da LG, de fato, é completamente flexível. Ao contrário do Galaxy Round, da Samsung, que tem display curvilíneo, mas corpo totalmente estático, o aparelho da LG pode ser “torcido”.


A LG demonstrou o smartphone ao público pela primeira vez nesta terça-feira (5), em um evento na Coreia do Sul, onde o grande destaque foi, justamente, a flexibilidade do gadget. Saindo de fábrica com uma tela de 6 polegadas HD, ele tem o layout curvilíneo, mas pode ser “pressionado”, de cima para baixo, até que seu corpo fique reto. A LG colocou, ainda, um material anti-arranhões e que se auto-regenera na traseira.

m termos de especificações, o G Flex tem processador quad-core Snapdragon 800 de 2,26 GHz, 2 GB de RAM, câmera de 13 megapixels e bateria de 3.500 mAh. Ele pesa 177 gramas e tem espessuras variando entre 7,9 e 8,7 mm. O smartphone ainda não tem data de lançamento nas Américas, mas começará a ser vendido na Coreia do Sul na próxima semana.
Fonte: The Verge