Google muda site de buscas; novo visual lembra Android e Chromebook

Google está de cara nova. A empresa anunciou, na última quinta-feira (19), um pequenoredesign na parte superior de seu site de buscas e fez uma leve mudança em sua logo. As novidades visam tornar a experiência do usuário nos produtos Google ainda mais objetiva.



A nova barra de navegação não terá mais a parte superior preta, com as opções de outros serviços do Google. Agora, a caixa cinza, onde aparecem o termo buscado e o e-mail do usuário, será a principal maneira de acessar qualquer função. Foram adicionadas algumas novas opções a ela, tornando-a mais completa e mais simples, com ícones bem objetivos.
Antes, havia o alerta de notificações, a opção de compartilhar e o rosto do usuário, onde era possível acessar configurações e fazer logout. Agora, com a nova versão, o nome do usuário ganha o símbolo “+”, cujo link redireciona imediatamente para o perfil do Google+, além de uma nova bandeja de aplicativos, representada por pequenos quadros também no topo.
Tocando ali, o usuário expande o menu com todos os serviços oferecidos pelo Google: Plus, Busca, YouTube, Mapas, Play Store, News, Gmail, Drive e Calendário. Tudo está mais organizado e com um visual que lembra a interface utilizada no Android e no Chromebook. Segundo Eddie Kessler, gerente de tecnologia do Google, a novidade é muito positiva.
“Independente de sua rotina, usar o Google deve ser uma experiência única, e sem ter distrações quando você está em um aplicativo. Por isso, atualizamos a barra do Google para simplificar sua experiência em múltiplos produtos e aparelhos”, afirma o executivo.
Vale destacar que a nova barra de buscas do Google será disponibilizada aos poucos, durante as próximas semanas, para todos os usuários. Portanto, algumas pessoas já estão visualizando as alterações, enquanto outras só verão as novidades em breve. Em termos de mudanças da logo, não há um grande destaque, apenas uma pequena edição na paleta de cores e nos detalhes da fonte utilizada no nome da empresa no site de buscas Google.com.

Fonte: Tech Tudo



Lumia 1520: foblet da Nokia chega em outubro com tela de 6″ Full HD

Lumia 1520, primeiro foblet da Nokia, aos poucos vai ganhando novas informações na rede. A expectativa é de que o gadget seja apresentado pela empresa em um evento dia 22 de outubro, e que tenha um hardware top de linha.


Ao que tudo indica, o dispositivo será o representante mais poderoso do sistema Windows Phone 8 do mercado: a tela de 6 polegadas, Full HD e com resolução de 1080 x 1920 pixels, já bate os rivais. Nas configurações ainda estão presentes o novo processador Qualcomm Snapdragon 800, 2 GB de RAM, 32 GB de memória interna (com slot microSD) e bateria de 3.400 mAh.




No entanto, a qualidade vai ter seu preço: segundo o site WP Central, o Lumia 1520 deve custar US$ 699 (cerca de R$ 1,6 mil em conversão direta) desbloqueado nos Estados Unidos. Como toda a série Lumia, o foblet deve ser comercializado em diversas cores, dentre elas o vermelho, amarelo, preto e branco. Não foram revelados ainda detalhes sobre as câmeras, mas certamente esse será um dos atrativos do dispositivo: é tradição da Nokia lançar aparelhos com boas lentes fotográficas.
A empresa mantém o mistério sobre o Lumia 1520 e não confirma as informações do site WP Central. A previsão para o início das vendas é dia 8 de novembro, pela operadora de telefonia norte-americana AT&T.
Fonte: Tech Tudo




Falha na tela de bloqueio do iOS 7 permite acesso às fotos do usuário

Uma vulnerabilidade na tela de bloqueio do iOS 7 foi descoberta e divulgada em um vídeo na internet nessa quinta-feira (19), apenas um dia após o lançamento do novo sistema operacional mobile da Apple. A falha permite que qualquer pessoa acesse o aplicativo da câmera fotográfica do gadget, sem precisar desbloquear o aparelho com a senha.


O problema não é só esse: depois de acessar o recurso, o “invasor” pode navegar por toda a galeria de fotos e vídeos do aparelho, deslizando arquivo por arquivo. Na mesma falha, ainda é possível compartilhar o conteúdo nas redes sociais ou enviar para qualquer endereço de e-mail.

O método para burlar a tela de bloqueio não tem muitos mistérios. Basta deslizar para cima o Centro de Controle, tocando no botão do temporizador e mantendo pressionado o botão Ligar, até que surja a opção de cancelamento. Em seguida, toque uma vez no botão de cancelar e duas vezes no botão Home. Isso dará acesso à interface do usuário: enquanto a maioria dos aplicativos estão bloqueados, o recurso de câmera estará acessível.
Enquanto a Apple não lança uma atualização para corrigir o problema, o usuário pode se prevenir contra a falha desabilitando a opção “Acesso pela tela de bloqueio”, disponível menu de “Configurações > Centro de Controle”.
A descoberta foi feita por José Rodriguez, um soldado espanhol que já comunicou a vulnerabilidade à Apple, e  tem um histórico de desvendar erros na plataforma iOS. Ainda não há evidências de que a falha esteja presente também nos recém lançados iPhone 5Se iPhone 5C.

Fonte: Tech tudo

Google Quickoffice agora é grátis para Android e iOS



Há cerca de um ano, a Google comprou a empresa responsável pela suíte de aplicativo Quickoffice, disponível para as plataformas Android e iOS. Pois bem, a Google anunciou que a partir desta quinta-feira (19) o app – que custava cerca de R$ 30 – passa a ser disponibilizado gratuitamente.
 

O Quickoffice permite criar e editar documentos de texto, além de ser possível fazer planilhas e apresentações do pacote Microsoft Office nos dispositivos Android e iOS, que inclui iPhones e iPads. Como era de se esperar, o aplicativo passa a ser totalmente integrado ao Google Drive, deste modo você pode salvar todos os seus trabalhos na nuvem e acessá-los de qualquer smartphone, tablet ou computador.
 
Infelizmente, o novo app conta apenas com o serviço de armazenamento na nuvem da própria Google. Antes ele era integrado a outros serviços como o Dropbox, Evernote entre outros.
 
Porém, a gigante das buscas anunciou na conta oficial do Google Drive no Google+ que irá oferecer 10 GB gratuitos de armazenamento por 2 anos – que será liberado dentro de algumas semanas  – para quem instalar o Quickoffice até o dia 26 de setembro. Segue abaixo os links para download.