App brasileiro indica estacionamentos próximos e baratos para motoristas

Foto divulgação: Let´s Park

Quem enfrenta o trânsito das grandes cidades brasileiras sabe que pior que dirigir pelas ruas engarrafadas é encontrar uma vaga para estacionar. A tarefa é especialmente complicada em horários de pico e em bairros mais comerciais, como os centros das capitais. Olhando essa situação como uma oportunidade, um grupo de desenvolvedores brasileiro criou o Let’sPark, um app para Android e iOS que indica para o motorista onde ficam os estacionamentos mais próximos e o preço que estão cobrando.
O app deve mostrar um mapa com os estacionamentos cadastrados e um pino com o valor da primeira hora em exibição. Com isso, você pode comparar qual vale mais a pena. Tocando nos pinos, a tabela de preços completa é exibida.
Até o momento, somente a cidade de São Paulo é coberta pela ferramenta, mas há planos de expansão para toda a América Latina até o fim deste ano. Na capital paulista, já são mais de 500 estabelecimentos cadastrados, e os usuários podem atualizar os preços cobrados nesses locais, transformando o app em uma plataforma colaborativa.
A versão do Let’sPark para Android já está disponível gratuitamente na Google Play e a feita para iOS será lançada até o fim deste mês.

Fonte: Tecmundo 

Ex-funcionários da Nokia criam nova empresa de celulares

Thomas Zilliacus, o CEO da Newkia.



Poucos dias após o anúncio da compra da Nokia pela Microsoft, vem a informação de uma nova empresa de celulares no mercado. Um grupo de ex-funcionários de cargos-chave da fabricante finlandesa anunciou a abertura da Newkia, uma companhia focada na produção de aparelhos com o sistema operacional Android e sediada em Singapura.

O comando da empreitada é de Thomas Zilliacus, ex-presidente da Nokia para territórios asiáticos, Jorma Nieminen, que ocupava a diretoria de smartphones, e Sven-Christer Nilsson, o antigo diretor da Ericsson que também teve passagem pela fabricante. A ideia não surgiu do nada, já que o trio forma um grupo de investidores que, inclusive, tentou comprar a antiga empregadora no final do ano passado, em um negócio que não deu certo.

Ataques diretos


As falas de Zilliacus durante o anúncio da nova companhia também tiveram a Nokia como alvo. Em sua crítica, o ex-CEO afirmou que a aquisição é um reflexo do fracasso da estratégia da empresa com o Windows Phone, capitaneada pelo atual presidente, Stephen Elop. Para ele, o movimento é responsável por fazer com que a fabricante deixasse de ser uma das principais do mercado para se tornar uma marca insignificante.

O executivo não faz cerimônia e afirma, com todas as letras, que a Nokia morreu no momento em que foi vendida para a Microsoft. E, agora, os princípios da empresa renascem sob a Newkia, que espera atrair outros ex-funcionários insatisfeitos e levar os conceitos originais adiante e criar os melhores smartphones do mercado.

A Newkia pretende lançar seu primeiro celular daqui a um ano, levando em conta que o planejamento de investimentos funcione. O mercado asiático é o grande foco aqui, mas há possibilidade de expansão para outros territórios.

Fonte: Tecmundo